18 julho 2018

CÂNCER - CUIDADOS PALIATIVOS, PROTEGER, CUIDAR.

Imagem relacionada
Já falamos muito sobre doença, dor, espiritualidade, curas, mas pouco falamos da morte, do inevitável, que faz parte do processo evolutivo do espirito.

Hoje para falar da morte física temos que falar da Tanatologia que é o estudo científico da morte. Ele investiga os mecanismos e aspectos forenses da morte, tais como mudanças corporais que acompanham o período após a morte, bem como os aspectos sociais e legais mais amplos. É, principalmente, um estudo interdisciplinar.
A palavra é derivada de Tânato (em grego, θάνατος: "morte"), deus da mitologia grega que personificava a morte, mais o sufixo logia, que deriva do grego legein (Λογια: "falar") e significa estudo. (Wikipédia)
Vemos que existem especialistas em Morte, em Vida, e hoje podemos contar aqui no Brasil, de forma tímida ainda, com profissionais e outros especializados em Cuidar daqueles que estão no estagio terminal da vida ou doenças graves. São os Cuidados Paliativos.

Proteger. Esse é o significado de paliar, derivado do latim pallium, termo que nomeia o manto que os cavaleiros usavam para se proteger das tempestades pelos caminhos que percorriam. Proteger alguém é uma forma de cuidado, tendo como objetivo amenizar a dor e o sofrimento, sejam eles de origem física, psicológica, social ou espiritual.

Receber cuidados paliativos não significa que não haja mais nada a fazer por você ou pela pessoa que você ama. Isso simplesmente indica que o diagnóstico é de uma doença crônica grave, que ameaça a vida, e que uma equipe, juntamente com os profissionais especialistas na enfermidade, irá cuidar de quem está doente e daqueles que o cercam. Ou seja, “há muito a fazer” pelo paciente.
Claro que é muito angustiante receber o diagnóstico de uma doença grave. Ela costuma vir acompanhada, além dos sintomas físicos, de questões profundas de ordem social, psicológica e espiritual. Um diagnóstico difícil traz à tona questões como o medo da morte, a apreensão em deixar a família desamparada, conflitos do passado e até problemas de ordem prática, como o afastamento do trabalho e a consequente queda de renda, entre outras.

Todas essas indagações não podem ser tratadas e abordadas por um único profissional. Por isso, as equipes de cuidados paliativos são multidisciplinares. O médico paliativista atua para melhorar o conforto físico do paciente – amenizar a dor, diminuir o mal-estar causado pela doença ou pelo seu tratamento – e toda a equipe trabalha para que esses incômodos e todos os outros sejam atenuados para melhoria da qualidade de vida de quem está enfermo e de sua família e amigos.
São alguns exemplos de como os cuidados paliativos podem acompanhar o paciente durante sua doença desde o início do diagnóstico. São cuidados que estarão com o paciente e sua família em todas as etapas da doença, independentemente de sua evolução. O importante é que todos se sintam acolhidos e amparados nesse momento tão difícil.
No Brasil, as atividades relacionadas a Cuidados Paliativos ainda precisam ser regularizadas na forma de lei. Ainda imperam no Brasil um enorme desconhecimento e muito preconceito relacionado aos Cuidados Paliativos, principalmente entre os médicos, profissionais de saúde, gestores hospitalares e poder judiciário. Ainda se confunde atendimento paliativo com eutanásia e há um enorme preconceito com relação ao uso de opióides, como a morfina, para o alívio da dor.
Ainda são poucos os serviços de Cuidados Paliativos no Brasil. Menor ainda é o número daqueles que oferecem atenção baseada em critérios científicos e de qualidade.  A grande maioria dos serviços ainda requer a implantação de modelos padronizados de atendimento que garantam a eficácia e a qualidade.
Há uma lacuna na formação de médicos e profissionais de saúde em Cuidados Paliativos, essencial para o atendimento adequado, devido à ausência de residência médica e a pouca oferta de cursos de especialização e de pós-graduação de qualidade. Ainda hoje, no Brasil, a graduação em medicina não ensina ao médico como lidar com o paciente em fase terminal, como reconhecer os sintomas e como administrar esta situação de maneira humanizada e ativa. (Texto site ANCP)
Procure por mais informações no ANCP Academia Nacional de Cuidados Paliativos (www.http://paliativo.org.br) aonde encontrará orientações e informações de possíveis atendimentos na sua cidade.
A tudo isto não podemos de somar os cuidados espirituais, a mudança interior que geras a grande mudança energética da matéria corporal e que muitas vezes gera a cura de doenças graves, temos muitos testemunhos disso ate neste bloge.
Acredite, Deus mostra todos os meios para nossa cura física e espiritual, muitas vezes não ha cura física mas leva o mais importante que é a reconciliação e cura espiritual. Jesus no seu evangelho nós mostra tudo para termos uma vida mas salutar.

Nunca se deve separar os cuidados médicos e os cuidados espirituais, jamais recomendamos abandonar os tratamentos médicos pois Deus criou eles para tratar a matéria, nosso corpo.

Procure ajuda, para você e para os seus seres queridos que também sofrem com sua doença ou com a doença do ser querido. Não tenha medo nem vergonha, enfrente com humildade e coragem, Jesus nós diz : "SEDES FORTES E CORAJOSOS".

Lembre, Nós precisamos de Jesus, de Deus, eles não precisam de nos pois nos estamos aqui para evoluir e chegar ao lado deles que nós amam por tudo sempre. Mude seu interior, mude sua vida, sempre temos uma nova oportunidade, aproveite, não é por acaso que esta lendo este texto.

Conte conosco, contatos rbrvallejo@gmail.com



10 julho 2018

CÂNCER - CONHECIMENTO DAS LEIS DA VIDA


Resultado de imagem para LEIS DA VIDA

A ignorância, propositada ou não, das soberanas Leis da Vida, é a grande responsável pelo sofrimento dos Homens, e, por efeito, da sociedade que ele constitui.

Geradora do egoísmo, que os separa uns dos outros, é estimuladora dos factores dissolventes da individualidade a favor da personalidade transitória.

A si mesmo se atribuindo méritos e direitos que não possui, o ególatra rebela-se ante tudo quanto o desagrada, engendrando mecanismos de auto promoção, à custa, não raro, do sacrifício de outros, que ele desconsidera.

Vivendo para os próprios prazeres, não aceita os naturais fenómenos de desgaste, envelhecimento e morte corporal, que se lhe apresentam como punição Indébita ou martírio a que vai submetido contra a vontade.

Narcisista e ambicioso, infelicita-se a cada dia mais.

As Leis da Vida funcionam com ou sem a anuência dos homens.

A estes superiores, são-lhes as causas dos fenómenos e acontecimentos que lhes sucedem.

Fatalistas e inamovíveis, porque constituem as forças gravitacionais da ordem universal, que se apresentam em toda a parte, são inderrocáveis.
  
Desrespeitadas, tornam-se motivo de sofrimento.

Quando conhecidas, fazem-se aceitas e proporcionam os recursos para que sejam evitados danos, ao tempo em que fomentam a felicidade, por encaminharem ao Bem e à Paz.

São a manifestação do pensamento Divino em acção incessante.

À medida que a Criatura sai do Instinto para a Inteligência, a razão pode entendê-las e até conduzir algumas, especialmente na área moral, que as tem centralizado na de Amor, por ser natural e básica.
  
Graças ao Amor todos os graves acontecimentos mudam de sentido, ensejando a conquista dos valores espirituais que dão sentido à existência humana.

Ele fomenta o progresso, porque estimula ao trabalho; favorece a Paz, porque ensina tolerância; mantém a ordem, porque faculta a disciplina. É a alma da acção enobrecida…

Procura conhecer as razões pelas quais te encontras na Terra, o que vieste fazer e porque sofres.

Estas informações que defluem das Leis soberanas da Vida, dar-te-ão sentido à existência e te farão tranquilo em qualquer situação.


Procura tua reforma interior, busca os porquês da tua vida, encontra as respostas e a cura de tuas doenças, o entendimento delas.
Joanna de Ângelis
Contatos: rbrvallejo@gmail.com
cirurgiaespiritualereforma@gmail.com

29 junho 2018

CÂNCER - SINTOMAS, TRATAMENTO E REFORMA

Resultado de imagem para frases que curam
Mamas são glândulas cuja principal função é a produção do leite, que se forma nos lóbulos e é conduzido até os mamilos por pequenos canais chamados ductos. Quando as células da mama passam a dividir-se de forma desordenada, um tumor maligno pode instalar-se principalmente nos ductos e mais raramente nos lóbulos.
Câncer de mama é uma doença que acomete mais as mulheres. São fatores de risco a idade avançada, a exposição prolongada aos hormônios femininos, o excesso de peso e a história familiar ou de mutação genética. Ser portadora dos genes BRCA1 e BRCA2 é um fator de risco importante.
Estão também mais propensas a desenvolver a doença por causa da longa exposição aos hormônios femininos, as mulheres que não tiveram filhos ou tiveram o primeiro filho após os 35 anos, não amamentaram, fizeram uso de reposição hormonal (principalmente com estrogênio e progesterona associados), menstruaram muito cedo (antes dos 12 anos) e entraram mais tarde na menopausa (acima dos 50 anos). No entanto, há casos de mulheres que desenvolvem a doença sem apresentar fatores de risco identificáveis.
Sintomas
Em geral, o primeiro sinal da doença costuma ser a presença de um nódulo único, não doloroso e endurecido na mama. Outros sintomas, porém, devem ser considerados, como a deformidade e/ou aumento da mama, a retração da pele ou do mamilo, os gânglios axilares aumentados, vermelhidão, edema, dor e a presença de líquido nos mamilos.
Diagnóstico
mamografia (raios-X das mamas) é o exame mais indicado para detectar precocemente a presença de nódulos nas mamas. O exame clínico e outros exames de imagem e laboratoriais também auxiliam a estabelecer o diagnóstico de certeza.
Apesar de a maioria dos nódulos de mama ter características benignas, para afastar qualquer erro de diagnóstico, deve ser solicitada uma biópsia para definir se a lesão é maligna ou não e seu estadiamento (análise das características e da extensão do tumor).
Tratamento
As formas de tratamento variam conforme o tipo e o estadiamento do câncer. Os mais indicados são: quimioterapia (uso de medicamentos para matar as células malignas), radioterapia (radiação), hormonoterapia (medicação que bloqueia a ação dos hormônios femininos) e cirurgia, que pode incluir a remoção do tumor ou mastectomia (retirada completa da mama).
O tratamento pode, ainda, incluir a combinação de dois ou mais recursos terapêuticos.
Um fato é que todo aquele paciente que quer se curar em um 90% conseguem seu objetivo. E que caminho tomar? Primeiro pensar que tudo tem um porque, Deus alguma coisa esta querendo dizer, nada é por acaso. A CURA ESTA DENTRO DE NÓS, lembre sempre disso. nos geramos as doenças e nós e a medicina podemos resolver. 
Recomendações
* Faça o autoexame das mamas mensalmente, de preferência no 7º ou 8º dias após o início da menstruação, se você é mulher e tem mais de 20 anos, pois cerca de 90% dos tumores  são detectados pela própria paciente;
* Procure o médico para submeter-se ao exame das mamas a cada 2 ou 3 anos, se está entre 20 e 40 anos; acima dos 40 anos, realize o exame anualmente;
* Não se esqueça de que a mamografia deve ser realizada todos os anos;
* Atenção: embora menos comum, o câncer de mama também pode atingir os homens. Portanto, especialmente depois dos 50 anos, eles não podem desconsiderar sinais da doença como nódulo não doloroso abaixo da aréola, retração de tecidos, ulceração e presença de líquido nos mamilos.
Procure fazer sua reforma interior, tem quem lhe pode ajudar nessa caminhada.
Texto de Luiz Fujita Jr e parte nossa.
contatos/; rbrvallejo@gmail.com

29 maio 2018

CÂNCER - ABRA SEU CORÇÃO PARA A CURA

Imagem relacionada
Você sabe que hoje a ciência já provou através da física quântica que somos energia e que estamos todos conectados através de nossa vibração? Deus é puro amor, é energia e por ser energia, não morre, não desaparece, é imortal e está em todos os lugares. E como somos a imagem e semelhança de Deus, sabemos que somos energia e hoje podemos provar isso. Somos seres espirituais e não seres feitos de matéria.
Durante muito tempo achava-se que a menor partícula de uma célula, o átomo era feito de matéria. Depois descobriram que na verdade a maior parte de um átomo é vácuo, então achava-se que o núcleo que é muito pequeno seria material.
Esta ideia caiu por terra quando através do uso de microscópios eletrônicos muito potentes verificou-se que o núcleo de um átomo é apenas uma energia condensada, não é matéria.
Mas se tudo o que existe no mundo “material” é feito de um conjunto de células, estas são feitas de átomos e se um átomo de qualquer coisa não é material, então... No nível microscópio, nada é material, tudo é vibração, tudo é feito de energia condensada. Vivemos num universo de vibração e nossos corpos são feitos a partir da vibração da energia que emanamos constantemente.
O que você pensa sobre o seu corpo e a sua saúde???
Apesar de pouco conhecido ainda, a descoberta do Grande Código Isaías nas cavernas do Mar Morto, em 1946, revelou as chaves sobre o nosso papel na criação.
Entre estas chaves encontram-se as instruções de um modelo “perdido” de oração, que a ciência quântica moderna sugere que tenha o poder de curar nossos corpos, trazer paz duradoura a nosso mundo e, talvez, prevenir as grandes tragédias que poderia enfrentar a humanidade.
“Com as palavras de seu tempo, os Essênios nos lembram que toda a oração já foi atendida por Deus.”
Qualquer resultado que possamos imaginar e cada possibilidade que sejamos capazes de conceber, é um aspecto da criação que já foi criado e existe no presente como um estado “adormecido” de possibilidade.
A física quântica já foi apelidada de Física das Possibilidades, por nos dizer que tudo o que imaginamos encontra-se disponível como uma das possibilidades que vamos assimilar em nossas vidas, só devemos “atrair” a que desejamos através do pensamento.

CRIAR, ATRAIR OU ACESSAR?
A partir desta perspectiva, nossa oração baseada nos sentimentos deixa de ser “algo por obter” e se converte em “acessar” o resultado desejado, que já está criado no mundo vibracional (quântico, atômico) das infinitas possibilidades. Ou seja, nada é impossível, quando temos um desejo sincero, este desejo torna-se parte das nossas possibilidades futuras no nível quântico e só precisamos sintonizá-lo.
Então já sabemos que a ciência atual consegue provar através da teoria quântica que pensamento é energia, que toda energia tem uma vibração e que a vibração cria o mundo material, nossos corpos e todo o restante ao nosso redor foi e continua sendo criado através das nossas mentes coletivas.
Também sabemos que a luz é uma fonte de energia, então...
A que estão conectadas as partículas de luz? Gregg Braden diz que estamos sendo levados a aceitar a possibilidade de que existe um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio deste campo.

EXPERIMENTO 1
Neste experimento foi recolhida uma amostra de leucócitos (glóbulos brancos) de vários doadores.
Estas amostras foram colocadas em uma sala com um equipamento de medição das alterações elétricas.
Neste experimento o doador era colocado em outra sala e submetido a "estímulos emocionais“ provocados por vídeos que lhe causavam emoções.
O DNA era colocado em um lugar diferente do doador, mas no mesmo prédio.
O doador e seu DNA eram monitorados e quando o doador mostrava alterações emocionais (medidas em ondas elétricas) o DNA visualizado através de microscópios MUITO potentes expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS E SIMULTÂNEAS.
Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.
O objetivo era saber a que distância poderiam estar separados o doador do seu DNA para que o efeito continuasse a ser observado. Pararam de fazer provas quando chegaram a uma distância de mais de 80 quilômetros entre o DNA e seu doador, e continuaram obtendo o MESMO resultado.
Sem diferença e sem atraso de transmissão.
O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo.
Mas o que isto significa?
Gregg Braden diz que isto significa que as células vivas se reconhecem através de uma forma de energia não reconhecida com antecipação.
Esta energia não é afetada nem pela distância nem pelo tempo.
Não é uma forma de energia localizada, mas uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo.

EXPERIMENTO 2
Outro experimento foi realizado pelo Instituto Heart Math e nele se observou o DNA da placenta humana (a forma mais antiga do DNA) que foi colocado em um recipiente, onde podiam ser medidas as suas alterações.
Foram distribuídas 28 amostras em tubos de ensaio para um mesmo número de investigadores previamente treinados.
Cada investigador foi treinado para gerar e EMITIR sentimentos, e cada um podia ter fortes emoções.
O que se descobriu foi que o DNA mudou de forma de acordo com os sentimentos dos investigadores.
1. Quando os investigadores sentiram gratidão, amor e estima, o DNA respondeu RELAXANDO e seus filamentos se estirando. O DNA ficou mais longo.
2. Quando os investigadores SENTIRAM raiva, medo ou stress, o DNA respondeu SE ENCOLHENDO.
Tornou-se mais curto e muitos códigos se APAGARAM.
Alguma vez você já se sentiu "carregado" por emoções negativas? Agora sabemos porque nossos corpos também se afetam.

Os códigos do DNA se conectaram de novo quando os investigadores tiveram sentimentos de amor, alegria, gratidão, harmonia e estima e em muitos casos houve a cura física de doenças.
Estas alterações emocionais provaram que eram capazes de ir além dos efeitos eletromagnéticos.
Os indivíduos treinados para sentir amor profundo, foram capazes de modificar a forma de seu DNA.
Gregg Braden disse que isto ilustra uma nova forma de energia, que conecta toda a criação. Esta energia parece ser uma

QUESTÃO DE VIBRAÇÃO
Há mais de cinqüenta anos, em 1947, o Dr. Hans Jenny desenvolveu uma nova ciência para investigar a relação entre a vibração e a forma.' Mediante seus estudos, o Dr. Jenny demonstrou que a vibração produzia até geometria.
O Dr. Jenny produziu uma surpreendente variedade de desenhos geométricos, desde alguns muito complexos até outros bastante simples, em materiais como água, azeite, grafite e enxofre em pó. Cada desenho era simplesmente a forma visível de uma força invisível.
A importância destas experiências é que, com elas, o Dr. Jenny provou, sem espaço para dúvidas, que a vibração cria uma forma previsível na substância onde é projetada. Pensamento, sentimento e emoção são vibrações que criam um transtorno sobre a matéria em que são projetados, por esta razão precisamos tomar cuidado com o que pensamos e sentimos.
Muitas pessoas se exercitam, vão à academia, bebem muita água, comem alimentos saudáveis, mas vivem com raiva ou pessimismo, assistem sempre aos noticiários negativos, adoram filmes de guerra, drama e violência, conversam sobre doenças, crise financeira, guerras, estas pessoas geralmente não entendem por que ficam doentes e deprimidas...
O alimento que ingerimos é importante, mas as emoções são o alimento da alma e este alimento (as emoções) influenciam a nossa saúde e o nosso destino completamente.

Que tal ser amigo da sua alma?
Veja coisas engraçadas, divertidas, alegres, bonitas, românticas, interessantes, instrutivas, espiritualistas, otimistas...
Deixe o noticiário de lado, as conversas negativas, os livros e filmes violentos e tristes, pois o que isso agrega de qualidade positiva em sua vida? NADA!!!! Negativamente: TUDO!!!
Seja mais feliz, ame-se e cuide com o alimento da sua alma...
RESPOSTA
A chave para obter um resultado entre os muitos possíveis (assimilar uma das infinitas possibilidades que nos cercam) reside em nossa habilidade para escolher nossas emoções e sentir que nossa escolha já está acontecendo. Vendo a oração deste modo, como «sentimento», nos leva a encontrar a qualidade do pensamento e da emoção que produz esse sentimento: viver como se o fruto de nossa prece já estivesse a caminho.
Se Pensamento, Sentimento e Emoção não estão alinhados não há União.
Portanto: Se cada padrão se move em uma direção diferente o resultado é uma dispersão da energia e o resultado da sua oração não é “recebido” por você.
Se, por outro lado, os padrões de nossa oração se centram na união, como pode o «material» da criação não responder a nossa prece?
«...Qualquer um que diga a esta montanha:
sai daí e joga-te no mar, não vacilando em seu coração, mas acreditando que acontecerá, assim será!!!» (Marcos 11,23).

A chave para que a oração seja eficaz é a união do pensamento, do sentimento e da emoção.

CONCLUSÃO
Vimos que geneticamente nosso DNA muda com as freqüências que produzem nossos sentimentos, e como é que as freqüências energéticas mais altas, que são as do Amor, impactam no ambiente, de uma forma material, produzindo transformações não só em nosso DNA, mas no ambiente que nos cerca.
Ou seja, você possui muito mais poder do que imaginava...

PORTANTO…
Quanto mais Amor deixarmos fluir por nossos corpos, mais adaptados estaremos para enfrentar o que possa acontecer em em nossas vidas.
Quanto mais nós preocupamos com nossa mudança interior e fazemos nossa reforma interior mais vibrações positivas geramos.
E podemos conduzir TODO o nosso planeta, mediante nossos pensamentos positivos em conjunto, para o melhor futuro possível.
Extraído do livro “Awakenning to Zero Point”, Gregg Braden
Contatos: rbrvallejo@gmail.com e cirurgiaespiritualereforma@gmail.com.

05 maio 2018

CÂNCER - REFORMA INTERIOR TAMBÉM CURA

Resultado de imagem para reforma interior
O que é a reforma íntima ?
Entre muitos conceitos possíveis, podemos afirmar que é o esforço que o ser humano faz para se melhorar moralmente.
Para quê a reforma íntima ?
Porque sendo todos nós espíritos imortais em experiência terrena, sem esse esforço individual para nos melhorarmos moralmente, não podemos crescer e evoluir espiritualmente.
Como fazer a reforma íntima ?
Através do auto-conhecimento e do autoaperfeiçoamento moral.

O espírito Joanna de Angelis, no livro “O homem integral”, psicografia de Divaldo Franco, afirmou que:
“O homem é o único animal ético existente.
Para adquirir a condição de uma consciência ética é convidado a desafios contínuos, graças aos quais discerne o bem do mal, o belo do feio, o lógico do absurdo, imprimindo-se um comportamento que corresponda ao seu grau de compreensão existencial.”

Livro dos Espíritos – questão 919
Qual o meio prático mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir ao arrastamento do mal ?
“Um sábio da Antiguidade vo-lo disse: “Conhece-te a ti mesmo”

No templo de Delfos na Grécia encontramos esta inscrição:
«Advirto-te, sejas quem fores... Tu! Que desejas sondar os arcanos da Natureza, se não encontras dentro de ti aquilo que procuras... tampouco o poderás encontrar fora. Se ignoras as excelências da tua própria casa, como poderás encontrar outras excelências? Em ti se encontra oculto o tesouro dos tesouros! Homem!... Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o Universo e os Deuses.»

a) Concebemos toda a sabedoria desta máxima: porém, a dificuldade é, precisamente, a de se conhecer a si mesmo; qual o meio de consegui-lo ?

“Fazei o que eu mesmo fazia, quando vivi na Terra: no final do dia, interrogava a minha consciência, passava em revista o que tinha feito e me perguntava se não havia faltado ao cumprimento de algum dever, se ninguém tivera motivo de se queixar de mim. Foi assim que cheguei a conhecer-me e a ver o que em mim precisava de reforma.

Aquele que, todas as noites, relembrasse todas as suas ações do dia e se perguntasse o que fez de bem ou de mal, rogando a Deus e ao seu anjo da guarda que o esclarecessem, adquiriria uma grande força para se aperfeiçoar, pois crede-me. Deus o assistiria. 

Perguntai, portanto, a vós mesmos e interrogai-vos sobre o que tendes feito, e que com objectivo agiste em tal circunstância; se fizestes alguma coisa que censuraríeis nos outros; se praticastes uma acção que não ousaríeis confessar.

Perguntai ainda isto: Se aprouvesse a Deus chamar-me neste momento, teria eu que temer o olhar de alguém, ao voltar ao mundo dos Espíritos, onde nada fica oculto? Examinai o que podeis ter praticado contra Deus, depois, contra o vosso próximo e, finalmente, contra vós mesmos. As respostas serão um repouso para a vossa consciência ou a indicação de um mal que precisa ser curado.

O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave da melhoria individual; mas, direis, como julgar-se a si mesmo ? Não teremos a ilusão do amor-próprio que diminui as faltas e as torna desculpáveis ?
., mas tendes um meio de controle que não pode enganar-vos. Quando estiverdes indeciso sobre o valor de uma das vossas ações, perguntai a vós mesmos como a qualificaríeis, se ela não poderia ser legítima em vós, pois Deus não tem duas medidas para a justiça.” “Que aquele que tem a vontade séria de se melhorar explore, portanto, a sua consciência, a fim de arrancar dela as más inclinações, como arranca as ervas daninhas do seu jardim; que faça o balanço do seu dia moral, …” “Fazei, portanto, perguntas claras e precisas e não temais multipicá-las; pode-se muito bem gastar alguns minutos para conquistar a felicidade eterna.

Há três caminhos do processo de auto-consciência:
1º - A descoberta do eu: quem sou, de onde vim, para onde vou;
2º - O enriquecimento do eu – conhecer para ser
3º - A vivência - que é a aplicação de toda a ética decorrente desse processo que nos leva a transformar-nos e a informar-nos.

Questão 908, do Livro dos Espíritos
Como definir o limite onde as paixões deixam de ser boas
ou más ?
- “As paixões são como um cavalo que é útil, quando é
dirigido, mas se torna perigoso, quando é ele quem dirige.
Reconhecei, portanto, que uma paixão se torna perniciosa, no
momento em que deixais de poder governá-la e quando tem como
resultado um prejuízo qualquer, para vós ou para os outros.”

Questão 911
Não existem paixões tão vivas e irresistíveis que a
vontade seja impotente para dominá-las ?
“Há muitas pessoas que dizem: Eu quero, mas a vontade está
apenas nos lábios; querem, mas ficam muito contentes de que tal não
aconteça. Quando o homem acredita que não pode vencer as suas
paixões, é o Espírito que nelas se compraz, em consequência da sua
inferioridade. Aquele que procura reprimi-las compreende a sua
natureza espiritual; vencê-las é, para ele, um triunfo do Espírito sobre a
matéria.”

Questão 913
Entre os vícios, qual é o que se pode considerar com radical ?
“Já o dissemos muitas vezes: é o egoísmo; daí deriva todo o mal.
Estudai todos os vícios e vereis que, no fundo de todos, há o egoísmo; de
nada valerá combatê-los, pois não chegareis a extirpá-los, enquanto não
tiverdes atacado o mal pela raiz, enquanto não tiverdes destruído a causa.
Que todos os vossos esforços tendam, portanto, para esse objectivo, pois aí
está a verdadeira chaga da sociedade. Todo aquele que quiser aproximarse,
desde esta vida, da perfeição moral, deve extirpar do seu coração
qualquer sentimento de egoísmo, pois o egoísmo é incompatível com a
justiça, o amor e a caridade: ele neutraliza todas as outras qualidades.”

E, assim, são nossos companheiros de percurso: a antipatia, arrogância, ciúme, cólera, comodismo, deslealdade, desprezo, desumanidade, falsidade, ganância, impiedade, individualismo,
inflexibilidade, ingratidão, insensibilidade, inveja, ira, irresponsabilidade, maldade, materialismo, narcisismo, ódio, pessimismo, preguiça, prepotência, raiva, rancor, ressentimento, teimosia, torpeza, vaidade, vingança.

“A reforma íntima é um trabalho processual.
Processual significa aquilo que obedece a uma sequência.
Em conceito bem claro, é a habilidade de lidar com as caraterísticas da personalidade melhorando os traços que compõem suas formas de manifestação. Caráter, temperamento, valores, vícios, hábitos e desejos são alguns desses caracteres que podem ser renovados e aprimorados.”

Nunca se compraz em rebuscar os defeitos alheios, nem, ainda, em evidenciá-los. Se a isso se vê obrigado, procura sempre o bem que possa atenuar o mal.
Estuda suas próprias imperfeições e trabalha incessantemente em combatê-las. Todos os esforços emprega para poder dizer, no dia seguinte, que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.
Não se envaidece da sua riqueza, nem de suas vantagens pessoais, por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.
Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos, porque sabe que é um depósito de que terá de prestar contas e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.
Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens, trata-os com bondade e benevolência, porque são seus iguais perante Deus; usa da sua autoridade para lhes levantar o moral e não para os esmagar com o seu orgulho. Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa a posição subalterna em que se encontram.
Evangelho segundo o Espiritismo – cap. XVII item 3 – Sede perfeitos – O homem de bem

(Mateus, 7: 12)
“Fazei aos homens tudo o que desejais que eles vos façam, pois esta é a lei e os profetas.”
(Lucas, 6: 31)

“Tratai todos os homens da mesma maneira que quereis que ele vos tratem.”

A reforma íntima é, pois, o renovar das nossas esperanças interiores, objetivando o fortalecimento da fé, a solidificação do amor a si próprio e ao próximo, a incessante busca do perdão, o cultivo dos pensamentos positivos, finalizando no aperfeiçoamento do ser, num esforço constante que os seres humanos fazem para se melhorarem moralmente.

Temos de aproveitar as oportunidades de vivência terrestre, reencarnação por reencarnação, de forma a ultrapassarmos os níveis que nos conduzem à casa do Pai.
Extraído de palestra realizada na Associação Espirita Luz e Amor

Podemos ter certeza que a reforma interior cura, não só o espirito, mas também cura as doenças que provocamos com nossas imperfeições. 
Tente, procure ajuda, busque, Deus esta a sua espera.
Contatos: rbrvallejo@gmail.com e cirurgia espiritualereforma@gmail.com

07 abril 2018

CÂNCER - DOENÇA, ENFERMIDADE, SINTOMAS, CURA.

Resultado de imagem para DOENÇAS E CURAS
Faz-se necessário saber distinguir doença e enfermidade, vocábulos popularmente considerados sinônimos. O significado é diverso, não é a mesma coisa. As Ciências da Saúde designam doença como um distúrbio das funções de um órgão, da psique ou do organismo, visto como um todo, que pode estar associado a sintomas específicos. A doença é, pois, “condição de não estar bem.[...] Uma condição patológica do corpo, que apresenta um grupo de sinais e sintomas clínicos e de achados laboratoriais peculiares à condição e que classifica a condição como uma entidade anormal, diferente de outros estados orgânicos normais ou patogênicos”.

Doença é sempre entendida como um distúrbio (patologia) tangível, que pode ser mensurado, e que é produzida por fatores externos (p. ex., infecções por micro-organismos) ou por mal funcionamento interno do organismo (doenças autoimunes, metabólicas, genéticas, congênitas, traumáticas etc.), em geral revelados por sinais e sintomas. Sinais são alterações no organismo que podem indicar adoecimento, percebidas ou medidas por profissionais de saúde. 

Sintomas são alterações relatadas pelo paciente. Enfermidade, por outro lado, é uma manifestação individual e pessoal. Aquilo que o paciente sente ou percebe. Por exemplo:
 “uma pessoa pode ter uma doença séria, como a hipertensão, mas sem sentir dor ou sofrimento, e assim não estará enferma. Por outro lado, a pessoa pode estar extremamente enferma, p. ex., com histeria ou enfermidade mental, mas sem evidência de doença, segundo a avaliação das alterações patológicas do corpo”.

Emmanuel faz os seguintes comentários a respeito do conceito de saúde: "Para o homem da Terra, a saúde pode significar o equilíbrio perfeito dos órgãos materiais; para o plano espiritual, todavia, a saúde é a perfeita harmonia da alma, para obtenção da qual, muitas vezes, há necessidade da contribuição preciosa das moléstias e deficiências transitórias na Terra".

Segundo a Doutrina Espírita, qualquer doença ou enfermidade, por mais superficiais que sejam, têm raízes no Espírito, nas experiências vividas pelo Espírito:
As chagas da alma se manifestam através do envoltório humano. O corpo doente reflete o panorama interior do espírito enfermo. A patogenia é um conjunto de inferioridades do aparelho psíquico.

 Em outra oportunidade, Emmanuel, também nos lembra: A doença sempre constitui fantasma temível no campo humano, qual se a carne fosse tocada de maldição; entretanto, podemos afiançar que o número de enfermidades, essencialmente orgânicas, sem interferências psíquicas, é positivamente diminuto. A maioria das moléstias procede da alma, das profundezas do ser. Não nos reportando à imensa caudal de provas expiatórias que invade inúmeras existências, em suas expressões fisiológicas, referimo-nos tão somente às moléstias que surgem, de inesperado, com raízes no coração.

Quantas enfermidades pomposamente batizadas pela ciência médica não passam de estados vibratórios da mente em desequilíbrio? Qualquer desarmonia interior atacará naturalmente o organismo em sua zona vulnerável. Experimentar-lhe-á os efeitos no fígado, outro, nos rins e, ainda outro, no próprio sangue. Em tese, todas as manifestações mórbidas se reduzem a desequilíbrio, desequilíbrio esse cuja causa repousa no mundo mental.

Ante essas orientações, a cura das doenças e das enfermidades reside no próprio Espírito: E é ainda na alma que reside a fonte primária de todos os recursos medicamentosos definitivos. A assistência farmacêutica do mundo não pode remover as causas transcendentes do caráter mórbido dos indivíduos. O remédio eficaz está na ação do próprio espírito enfermiço.

Ponderemos, contudo, que a despeito das doenças terem raízes espirituais, o homem pode e “deve mobilizar todos os recursos ao seu alcance em favor do seu equilíbrio orgânico. Por muito tempo ainda, a Humanidade não poderá prescindir da contribuição do clínico, do cirurgião, do farmacêutico, missionários do bem coletivo. O homem tratará da saúde do corpo até que aprenda a preservá-lo e defendê-lo, conservando a preciosa saúde de sua alma”.

Sendo assim, os estados de saúde e doença estão diretamente relacionados às escolhas que o indivíduo faz, ao bom e mau uso do livre-arbítrio, uma vez que, na vida, a lei de causa e efeito funciona inexoravelmente, ainda que sempre atenuada pela misericórdia divina:
[...] é justo recordar que a criatura, durante a reencarnação, elege, automaticamente, para si mesma, grande parte das doenças que se lhe incorporam às preocupações.

Em suma, a prevenção e o tratamento de doenças e de enfermidades restringem-se à prática do bem, que é “o único antídoto eficiente contra o império do mal em nós próprios”.

Fonte Revista Reformador de SETEMBRO de 2012
Orações e ajuda espiritual: cirurgiaespiritualerefoma@gmail.com
rbrvallejo@gmail.com

21 março 2018

CÂNCER - ORAR, REZAR, CURA

Resultado de imagem para CÂNCER - ORAR, REZAR, PRECE
"Não vamos dramatizar a dor! A prova, seja ela qual for, não vem para esmagar, mas para induzir a crescer. A pedra de tropeço pode ser transformada em degrau. Está no próprio homem escolher ser abismo ou ponte"
 Chico Xavier

Uma das mais expressivas mensagens de Jesus encontra-se no evangelho de Marcos, capítulo XI, v.24: "O que quer seja que pedirdes na prece, crede que o obtereis, e vos será concedido."

É a famosa expressão: "pedi e obtereis".

Entretanto, muitas pessoas, incluindo membros de ordens religiosas, inclusive espíritas, têm dificuldade de acreditar na eficácia da prece. Isto ocorre porque talvez não saibam realmente o que é uma prece.

O estudo da doutrina espírita permite adquirir visão mais clara do poder da oração e dos pedidos ao Pai celestial.

O grande objetivo desta doutrina é a reforma íntima de seus adeptos, particularmente a elevação da qualidade da maneira de pensar.

Na questão de número 459 de " O Livro dos Espíritos" , Kardec nos explica que vivemos constantemente sob a influência dos habitantes do mundo espiritual.

Existe um intercâmbio intenso entre nós, espíritos encarnados, e aqueles já desencarnados.

Estes, habitantes do plano espiritual, podem ser evoluídos ou ainda se encontrarem em estágios inferiores da evolução.

A prece permite obter a influenciação da parcela mais evoluída e mais amorosa do mundo espiritual. Segundo Kardec, a prece é uma invocação, através da qual um ser se coloca em comunicação mental com outro ser, ao qual se dirige. Pode ter como objetivos fazer pedidos ou agradecimentos ou simplesmente para glorificação de Deus, em ato de humildade.

Segundo vários autores, o governo espiritual é muito bem organizado e se preocupa com o bem estar e o progresso dos espíritos encarnados. Existem numerosas equipes que vivem para socorrer.

As preces dirigidas a Deus são ouvidas pelos espíritos encarregados da execução das suas vontades.

Podemos orar para outros seres, na qualidade apenas de intermediários. Mas, Deus é o grande receptor das vibrações das preces. É a autoridade maior, absoluta e amorosa.

Para entendermos os mecanismos de ação da prece precisamos lembrar que nos encontramos mergulhados no que Kardec denominou de fluido cósmico universal, que ocupa todos espaços do universo. Este fluído recebe os impulsos da vontade. Ele é o veículo das vibrações do pensamento, como o ar é o veículo das vibrações do som. A diferença está no fato de que no ar as vibrações sonoras são limitadas. No fluído cósmico universal as vibrações do pensamento se estendem ao infinito.

Assim, as preces sempre são ouvidas pelos espíritos em quaisquer lugares onde se encontrem. Víctor Hugo refere-se aos "centros de registros e avaliação das rogativas humanas " espalhados pelas províncias próximas da Terra, que recebem as solicitações, examinam a importância e urgência dos pedidos, respondendo conforme o caso.

O espírito Patrícia nos informa que em todas colônias espirituais, espalhadas pelo mundo espiritual em torno da terra, existe um "Departamento de pedidos" em que cada prece é anotada, analisada e classificada para se decidir sobre seu atendimento.

Víctor Hugo explicou que o espírito que ora, emite vibrações teledinâmicas que se dirigem ao mundo espiritual e retornam para este mesmo espírito. O benefício da prece pode ser instantâneo, no momento exato da prece, por receber ondas benéficas, reconfortantes e de pensamento otimista. A vibração da mente em oração sincroniza com as ondas teledinâmicas do mundo espiritual superior, atraindo atenção e interesse dos espíritos encarregados do equilíbrio na terra.

A prece harmoniza o tom vibratório do indivíduo, revitaliza o metabolismo perispiritual, reorganizando o campo das moléculas, resultando em ação salutar.

Assim a prece evita doenças originárias de vibrações desorganizadas da mente desequilibrada.

Recentemente, a imprensa brasileira divulgou resultados de estudos que concluíram que, pessoas acostumadas à prática da oração gozam de mais saúde.

Na realidade os efeitos benéficos da prece podem ser observados no indivíduo, nas pessoas que com ele mais se relacionam e no ambiente que fica mais harmonizado, com psicosfera balsâmica, agradável e calmante.

De fato é agradável o ambiente de templos, de mosteiros e de casas espíritas onde se pratica a prece autentica.

Os locais de oração são bem vistos pelo plano espiritual.

Entretanto é importante lembrar que o poder da prece está no pensamento.

A energia da corrente depende do vigor do pensamento e da vontade de quem ora.

Ela não depende de palavras, de vestimentas, nem de cerimoniais. Preces decoradas, sem sentimento, são pouco eficazes.

Mas, a prece não pode ter por efeito mudar os desígnios de Deus, nem derrogar as leis divinas. Entretanto, o espírito que ora encontra sempre alívio, conforto e forças para viver as experiências de que necessita para sua evolução.

A prece é importante para tudo. Ajuda no trabalho. Socorre na família. Serve para apaziguar inimigos, arrefecer adversários e tornar agradáveis pessoas antipáticas.

Ao invés de combater deveríamos orar.

A prece quebra a desarmonia. Fazer uma súplica a Deus pelo bem estar de um inimigo, seria mostra de boa disposição para seguir a Jesus, que pediu que déssemos amor para nossos inimigos.

Segundo Víctor Hugo "Orar é inundar-se de forças poderosas do mundo invisível para atuar com segurança no mundo das formas visíveis".

Menciona esse habitante iluminado do espaço, o chamado efeito bumerangue de nossos atos e pensamentos: as vibrações que emitimos retornam para nós, às vezes com intensidade maior. Vibrações de ódio e desequilíbrio retornam avassaladoras . A prece amorosa retorna calmamente , confortadora .

Precisamos nos educar para o hábito da prece antes de dormir , no lar , no trabalho . Ao trabalhar com amor , ao servir com desvelo, estamos fazendo a vontade do pai. É oração .

Joanna de Ângelis recomenda que seria ótimo se conseguíssemos viver sempre em estado de prece. Seria uma grande reforma intima . imprimir em nosso pensamento teor vibratório permanente de equilíbrio, de paz, de amor, de prece..

Dany Garcia

Pedidos de oração e ajuda espiritual: rbrvallejo@gmail.com / cirurgiaespiritualereforma@gemail.com