10 outubro 2010

O QUE É DOENÇA? PARTE I



Os homens têm estudado e procurado respostas sobre as doenças e nem sempre chegam a respostas definitivas, geralmente são respostas que vieram das possibilidades, mas nunca dão uma resposta definitiva ao mundo.

As doenças já foram explicadas de várias formas por meio de elevados irmãos da espiritualidade, que de forma voluntariosa têm tratado o tema incansavelmente e ainda continuam essa batalha na esperança de que os homens, todos, entendam a verdade que se vem desvendando há tempos.

Para entender tem que se acreditar e, com este conceito definido, poderemos explanar sobre esta matéria.

O câncer pode acontecer por conta de problemas hereditários, genéticos, pela  má alimentação, mas, por mais que seja um assunto de prioridade médica, com recursos gigantescos investidos na busca de uma cura, ele permanece essencialmente um mistério. Por que o câncer pode matar uma pessoa em 6 meses, e outra com o mesmo tipo, no mesmo local, pode viver 10 anos? Por que em alguns casos ele regride sem remédios, enquanto em outros, mesmo com todo o tratamento, ele continua implacável? Porque as doenças mais simples se transformam em doenças fatais em uns e em outros não? Os médicos se vêem diante de casos que a medicina não pode (ainda) explicar. 

"Muitas pessoas registram doenças de variados matizes e com elas se adaptam para mais segura acomodação com o menor esforço, cultivando a posição de vítimas na qual se comprazem. Isso acontece na maioria dos fenômenos de obsessão. É por esse motivo que, em muitas ocasiões, as dores maiores são chamadas a funcionar sobre as dores menores". [ANDRÉ LUIZ]

Tantas doenças sofridas pelos humanos estão aparentemente resolvidas com inúmeros medicamentos e tratamentos diversos, no entanto não é assim que deveria ser, pois nem todos os medicamentos  resolvem a mesma doença de uma pessoa para outra.

"É muito importante combater as moléstias do corpo, mas ninguém conseguirá eliminar efeitos, quando as causas permanecem. Usa os remédios humanos, todavia inclina-te para Jesus e renova-te, espiritualmente, nas lições de seu amor. A doença, quando não seja a advertência das células queixosas do tirânico senhor que as domina, é a mensageira amiga, convidando a meditações necessárias". [EMMANUEL]



Segundo o dicionário Aurélio:  
DOENÇA : [Do lat. dolentia.] Substantivo feminino.
1.Med. Denominação genérica de qualquer desvio do estado normal.
2.Med. Conjunto de sinais e/ou sintomas que têm uma só causa; moléstia.

• Disfunção em um organismo causada por agentes externos ou não; qualquer condição mórbida ou danosa;

• Processo mórbido definido, tendo um conjunto característico de sintomas e sinais, que leva o indivíduo a tratamento médico.

Quando somamos aos fatores aceitos pela medicina “convencional”, à questão da existência do ESPÍRITO, preexistente e sobrevivente ao corpo físico, por consequência do mundo espiritual, mais a REENCARNAÇÃO, os conceitos de DOENÇA são amplificados de maneira extraordinária.

Numa síntese apertada, e baseada na concepção espírita do ser humano, podemos afirmar que o conceito de SAÚDE para o entendimento espírita é “o funcionamento, a interação, com estabilidade dessa TRÍADE da qual todo ser humano (encarnado) é composto ESPÍRITO-PERÍSPIRITO-MATÉRIA”.

Por conseqüência, a definição de DOENÇA sob a mesma ótica é: “toda a disfunção, desajuste, desarmonia, que altera o funcionamento harmônico da TRÍADE que compõe o ser humano( encarnado), ou seja, ESPÍRITO-PERÍSPIRITO-MATÉRIA”.





O espírito André Luiz, em suas obras “Nos domínios da mediunidade”, e “Evolução em dois mundos” afirma que além do corpo físico, vibrando numa freqüência mais acelerada,  localizado entre o corpo físico e o períspirito, existe o CORPO ETÉRICO, uma cópia energética direta do corpo físico, tanto anatomicamente quanto fisiologicamente e que se sobrepõe a ele. O Corpo Etérico interage energeticamente sustentando, estimulando e energizando o corpo físico. É nele que atuam diretamente a homeopatia e a acupuntura.
O corpo etérico seria uma espécie de condutor das energias provenientes do perispírito para o corpo físico, e das energias que o corpo físico envia para o perispírito, através da alimentação, e dos pensamentos e emoções experimentados na sua vida material.

Em obras, tais como “NOSSO LAR”, “EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS”, “NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE” do espírito Andre Luiz,  e outras, também aborda a existência do Períspirito, citado por Allan Kardec, informando que “sobrepondo-se” ao Corpo Etérico, vibrando numa freqüência acima, se encontra o CORPO EMOCIONAL, também conhecido como CORPO ASTRAL. Ele está envolvido na expressão das emoções e dos sentimentos. Nele se situam os nossos padrões emocionais de reação, os sentimentos, desejos, anseios, medos e todas as emoções e dores do passado, e do presente, verdadeiro arquivo de todas as nossas vivências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário