16 julho 2011

CANCER - PORQUE DAS DOENÇAS


 Saúde é a ausência de doença de qualquer espécie - física, emocional e espiritual, portanto, a cura total ou radical é também a ausência de doença física, emocional e espiritual. 

Como obter a cura total? Tratando a causa da doença e não os seus efeitos. Onde está a causa da doença? Quais são os seus efeitos? Os efeitos da doença manifestam-se no corpo físico, ou afetando o estado emocional e psicológico, e num nível mais profundo, no corpo espiritual ou perispírito. As causas podem ser várias, mas estão relacionadas com o que é o Ser individual, sua personalidade manifesta, seu inconsciente ou subconsciente. Elas podem ser encontradas impressas no perispírito, já que este "é o envoltório semi-material do Espírito, e que nos encarnados, serve de laço ou intermediário entre o Espírito e a matéria; e nos Espíritos errantes, constitui o corpo fluídico do Espírito". 

Deste modo, para se atuar sobre a(s) causa(s) da doença, deve-se atuar sobre o perispírito ou mais profundamente, sobre o Espírito ou Ser Espiritual. 

Os remédios atuam sobre o corpo físico ou encarnado, sendo portanto somente paliativos, já que curam os efeitos, mas não as causas das doenças. O problema de curar a doença, é como já dissemos, e bem sabemos, curar a sua causa ou curar o Ser Espiritual. 

Para o espírito regenerar-se ou curar-se, é preciso muitas vezes, a atuação ou ajuda espiritual, através da prece, da bioenergia, da doutrinação dos desencarnados que ora se ligam ou são atraídos pelo indivíduo. Todos estes fatores atuam sobre o perispírito, e auxiliam a cura do Ser Espiritual. Mas, a cura do Ser espiritual, a um nível mais profundo, requer ainda um pouco mais - requer uma mudança de atitude, de personalidade manifesta, do consciente e do subconsciente. Requer, portanto uma mudança profunda e definitiva! 

A cura espiritual segue-se a cura do corpo, já que o corpo reflete o espírito. 

Assim, a cura radical ou integral, é a cura do causa da doença e dos seus efeitos, que somente é obtida com a mudança radical daqueles aspectos desencadeadores da doença ou seja, com a renovação do indivíduo. 

A cura integral só é atingida através da renovação moral do indivíduo ou do Ser Espiritual. 

Uma vez que reconhecemos que a causa da doença esta no próprio indivíduo, analisemos agora, mais detidamente o problema da renovação ou mudança, e depois passaremos a discutir como agir ou mitigar os efeitos, físicos ou emocionais desta causa. 

Mudança radical significa mudar-se e não voltar ao estado inicial. O problema é que nem todos estamos preparados para uma mudança radical em pouco tempo. Aliás, diria melhor, muito poucos o conseguem. Mudanças de comportamento são lentas e custosas.
Mudanças radicais são lentas, por que são o resultado do conhecimento adquirido e da integração deste conhecimento à personalidade ou ao ser espiritual! 

Portanto, mudar-se significa trabalhar interiormente o aspecto que se quer modificar, e para isto primeiro, é preciso identificar o que se quer e pode ser mudado - é o auto-descobrimento. 

O processo de cura espiritual, o qual exige esforço próprio, mudança radical e que levará a cura radical, pois a cura espiritual se refletirá no organismo encarnado e levará a cura da doença corporal. Eliminando a causa, o efeito desaparece.
Assim, trata-se o corpo com os recursos necessários para amenizar a dor, e os efeitos visíveis da doença, e o corpo espiritual, onde reside a verdadeira causa da doença. 

Neste tratamento conjunto, aliam-se: os medicamentos, que podem ser alopáticos (químicos), homeopáticos ou naturais, à técnicas alternativas, que atingem mais facilmente o perispírito como: a bioenergia, a ação dos cristais, florais de Bach, cromoterapia, massagens em pontos de concentração de energia (bloqueios energéticos), acupuntura e várias outras técnicas disponíveis hoje em dia. 

Assim, os medicamentos e técnicas da medicina convencional, homeopática e alternativa agem conjuntamente, com o auxílio espiritual ministrado através da prece, do passe, da doutrinação nos princípios cristãos através do Espiritismo, para que a saúde do ser físico e espiritual seja restabelecida. 

Fica claro aqui que, como já disse anteriormente, existem lesões no ser espiritual que por serem mais profundas não podem ser curadas no período relativamente pequeno de uma vida terrena. O processo pode iniciar-se no corpo encarnado, curando as camadas externas do perispírito ou facilitando que a doença aflore nas camadas mais externas, liberando-a das camadas mais profundas, e terminar no mundo espiritual. 

Existem exceções, quando por merecimento, vontade de renovação individual intensa, profunda e determinada, acompanhada por uma renovação moral cristã, em que a cura espiritual é obtida em uma reencarnação, ou mesmo em um período breve da existência na terra. 

O que se diz em medicina terrena, também se aplica a medicina espiritual - cada caso é um caso - e deve e será analisado e tratado individualmente. 

A fé, a vontade firme de renovar-se moralmente e integralmente, o amor e a perseverança no bem, é que vão determinar ou provocar a cura.
Fonte:  Rejane de Santa Helena/Revista Espírita da Mansão do Caminho/VAK (Sociedade de Estudos Espíritas Allan Kardec) em Vienna, Áustria

Nenhum comentário:

Postar um comentário