04 outubro 2011

CANCER - AMOR


Sabemos que a ciência muito já caminhou, mas os passos serão bem mais largos quando todos nós, médicos da humanidade, mantivermos um compromisso não só com a saúde, mas também, infinitamente, com o AMOR. Como disse Sir Arthur Edington, certa vez: “Na verdade, é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um homem de mentalidade científica atravessar uma porta. E, quer se trate da porta de um estábulo ou de uma igreja, ele talvez agisse de forma mais sensata se, em lugar de esperar até que todas as dificuldades envolvidas num ingresso realmente científico estivessem resolvidas, ele, em vez disso, concordasse em ser um homem comum e entrasse”. Porém, essa compreensão só se tomará possível quando o cientista do futuro concordar em abrir as portas da emoção, chegando, conseqüentemente, ao amor na sua forma mais ampla.


Hoje já possuímos livros que nos exemplificam fascinantes pesquisas clínicas e laboratoriais para que apreciemos de melhor forma a linguagem corpo/mente espírito. Com o conhecimento da importância da comunhão e da harmonia entre eles três, poderíamos chegar mais facilmente às causas das doenças e posteriormente à cura, pois passaríamos a entender que, na qualidade de organismos humanos, somos constituídos por uma série multidimensional de sistemas de energia sutil que se influenciam mutuamente, e que um desequilíbrio nesses sistemas energéticos pode produzir sintomas patológicos que se manifestam nos planos físico/emocional/mental/espiritual. E é na tentativa de haver, cada vez mais, um novo e crescente consenso médico, que devemos lançar mão das palavras verbais e escritas que divulgam aquilo que já lemos, estudamos, pensamos e acreditamos. Como disse o Dr. Gerber, em seu livro Medicina Vibracional: “Um sistema de medicina que negue ou ignore a existência do espírito será incompleto porque exclui o atributo mais importante do ser humano, a dimensão espiritual”.

Desejamos que todos nós, dentro das nossas dificuldades e limitações, consigamos um dia trazer no coração o amor e a harmonia, para que possamos encontrar a saúde perfeita do corpo, da mente e do espírito.

Se amorosamente nos preocupamos com a cura espiritual, que só nos podemos fazela, receberemos os beneficios da cura fisica, deteriorada pelas doenças morais. 

Um comentário:

  1. Andei sumida,mudei de casa,fiquei sem internet e telefone,graças a Deus estou de volta atualizando minhas leituras e como sempre encontro a leitura ideal para minha vida.Tentei comentar o texto que li sobre a fé no blog conversando com os espíritos mas não consegui, o que importa é que as leituras dos livros e dos blogs tem me dado ânimo e força para continuar nesta jornada aprendendo e me transformando num ser humano melhor!
    Obrigada de coração me mostrarem o caminho!

    ResponderExcluir