29 junho 2017

CÂNCER- ORAR, MUDAR PARA NÓS CURAR

Imagem relacionada

 “Toda doença é uma mensagem direta dirigida a você, dizendo-lhe que não tem amado quem você é e nem se tratado com carinho, a fim de ser quem você é”. De fato, todas as vezes que nosso corpo apresentar alguma “doença”, isto deve ser tomado como um sinal de que alguma coisa não está bem na matéria e no espírito."
Livro Mãos de Luz
Allan Kardec, em A GÊNESE, diz que o pensamento “é a grande oficina ou o laboratório da vida espiritual. O pensamento e a vontade são para os Espíritos aquilo que a mão é para o homem”.

O pensamento é uma manifestação do espírito, que, para tanto, utilizase de seu livrearbítrio. Em poucas palavras, podemos definir a mente como sendo a parte do Espírito que o dirige. É o elemento de maior importância para ele, chegando, mesmo, alguns, a confundila com o próprio Espírito.
É a responsável pela produção do pensamento e pela formação do corpo espiritual (perispírito), que a espelha e que, por sua vez, vai servir de molde à formação do corpo físico.

Por tudo isso, podemos dizer que somos o resultado da nossa mente.

O espírito traz de outras vidas mais o que gerou nesta vida, formas pensamentos, tendências que se manifestarão em algum momento da vida.

As doenças tem um porquê e nossos pensamentos as podem gerar, aumentar, e curar.

Temos que saber porque estamos doentes, onde estão nossos erros? Será que Deus quer que nos reformemos e encontremos o caminho de suas Leis para ter paz? Será que estou pagando alguma dívida do passado, será que aceito e trabalho com meus pensamentos e mudando as atitude posso me curar?

Com frequência, as transformações são o produto de um pensamento. diz Kardec: “Basta ao Espírito pensar numa coisa para que tal coisa se produza”.

Desta forma, tomando conhecimento de tal verdade, devemos fazer bom uso dos nossos pensamentos, pois eles são movimentados por energias cósmicas, fluidos etéreos, que, embora invisíveis aos nossos olhos, estão presentes onde as nossas forças físicas jamais chegariam. Nosso pensamento é um raio que tanto pode conduzir luz, energias edificante como energias deletérias ou destruidoras.

O fenômeno da sugestão mental é oportuno. Emitindo uma ideia, passamos a refletir as que se lhe assemelham. Nesse sentido, somos herdeiros dos reflexos de nossas experiências anteriores, porém, com a capacidade de alternar-lhe a direção. Acionando a alavanca da vontade poderemos traçar novos rumos para a libertação de nosso espírito. A vontade é o elemento do livrearbítrio. Devemos ter comando sobre o pensamento, pois não falhamos só com palavras e atos. Pelo pensamento (sem barreira ou distância), o Espírito encarnado age sobre o semelhante, e o desencarnado, também, atua sobre nós, encarnados. Melhorando o pensamento, melhoramos a vida nos dois planos — físico e espiritual.

Os pensamentos geram energias boas ou rins, e essas energias atraem outras, nosso perispírito sente essas variações e se tem algum ponto vulnerável vai se manifestar por meio de alguma doença.

Temos que mudar para nos curar, mudar a forma de pensar, mudar as tendências, fraquezas, entender que vaidade, orgulho, mentira, promiscuidade, etc. são parte de nós e temos que extirpar da rotina espiritual.

TAMOS QUE MUDAR PARA NOS CURAR, A MEDICINA FAZ UM ESFORÇO GIGANTESCO, MAS NÃO PODE CURAR O ESPIRITO, ISSO DEPENDE DE NÓS. NÃO ESPERE PARA FICAR DOENTE, PROCURE SER UM SER MELHOR, NÃO SOMOS TÃO PERFEITOS QUE NÃO PRECISEMOS MELHORAR.

FAÇA A REFORMA INTIMA, PROCURE SEU MERECIMENTO ANTE DEUS, ELE AJUDA, PERDOA E CURA.

JESUS NOS DIZ:
"QUEM TEM OUVIDOS QUE OUSA E QUEM TEM OLHOS QUE VEJA"

Conte conosco, email para contato: rbrvallejo@gmail.com 

01 junho 2017

CÂNCER - SABER ORAR, A LUZ DA ORAÇÃO

Resultado de imagem para A LUZ DA ORAÇÃO
"Pai nosso ..." Jesus. (MATEUS, 6:9.)

A grandeza da prece dominical nunca será devidamente compreendida por nós que lhe recebemos as lições divinas. Cada palavra, dentro dela, tem a fulguração de sublime luz. De início, o Mestre Divino lança-lhe os fundamentos em Deus, ensinando que o Supremo Doador da Vida deve constituir, para nós todos, o princípio e a finalidade de nossas tarefas.

É necessário começar e continuar em Deus, associando nossos impulsos ao plano divino, a fim de que o nosso trabalho não se parca no movimento ruinoso ou inútil. O Espírito Universal do Pai há de presidir-nos o mais humilde esforço, na ação de pensar e falar, ensinar e fazer. Em seguida, com um simples pronome possessivo, o Mestre exalta a comunidade. Depois de Deus, a Humanidade será o tema fundamental de nossas vidas. 

Compreenderemos as necessidades e as aflições, os males e as lutas de todos os que nos cercam ou estaremos segregados no egoísmo primitivista. Todos os triunfos e fracassos que iluminam e obscurecem a Terra pertencem-nos, de algum modo. Os soluços de um hemisfério repercutem no outro. A dor do vizinho é uma advertência para a nossa casa. O erro de um irmão, examinado nos fundamentos, é igualmente nosso, porque somos componentes imperfeitos de uma sociedade menos perfeita, gerando causas perigosas e, por isso, tragédias e falhas dos outros afetam-nos por dentro. Quando entendemos semelhante realidade, o "império do eu" passa a incorporar-se por célula bendita à vida santificante. Sem amor a Deus e à Humanidade, não estamos suficientemente seguros na oração. Pai nosso . . . - disse Jesus para começar. Pai do Universo . . . Nosso mundo . . . Sem nos associarmos aos propósitos do Pai, na pequenina tarefa que nos foi permitido executar, nossa prece será, muitas vezes, simples repetição do "eu quero", invariavelmente cheio de desejos, mas quase sempre vazio de sensatez e de amor. 
 Emmanuel
Contatos com Doença, Dor e cura espiritual; rbrvallejo@gmail.com